Emissões de CO2 aumentaram na UE em 2015 e Portugal foi segundo país com maior acréscimo


A emissão de dióxido de carbono (CO2), com origem na utilização de combustíveis fósseis, aumentou ligeiramente em 2015 na União Europeia, face ao ano anterior, e Portugal foi o segundo país com o maior aumento relativo na contribuição dada ao aumento do aquecimento global, revelam números divulgados nesta terça-feira pelo Eurostat.

As emissões de CO2 são consideradas como o principal causador do efeito de estufa e são responsáveis por cerca de 80% de todas as emissões de gases poluentes na União Europeia (UE).

Em 2015, segundo estima o gabinete europeu de estatística, a libertação de CO2 cresceu em 0,7% na UE.

Malta (-26,9%) e Estónia (-16,0%) são apontados como os países com maiores decréscimos em termos relativos, enquanto Eslováquia e Portugal, respetivamente, com incrementos de 9,5% e 8,6%, lideraram a contribuição mais negativa para o aquecimento global.

O Eurostat nota que a UE tem em curso várias iniciativas com o objetivo de reduzir as emissões de gases. Por outro lado, os combusíveis fósseis usados na produção da energia e a intensidade do consumo energético assumem um papel determinante no desempenho de cada país relativamente aos objetivos de redução da emissão de gases poluentes.

Fonte: Dinheiro Digital

Deixe um comentário